Mais uma resenha sobre modelagem de carros com o Blender 3D



Olá, pessoal!

Tenho modelado muito no Blender, não como queria. Tenho me dedicado mais ao Blender. Deixando um pouco de lado o Sketchup. Tenho muitas modelagens inacabadas. Já tenho uns quatro carros para terminar. Mas estou notando o progresso. Eu sinto que minha modelagem está um pouco melhor.

Como disse uma vez aqui no blog: O que dificulta o processo de modelagem (no caso da modelagem por blueprints) é a edição das vistas em um editor de imagens. E isso foi comprovado por mim na edição de uma imagem de referência no Gimp.

Tentei ser bem preciso!  Cortar as imagens bem rente as bordas. Ah! Modelei também partes do carro, como as rodas, usando uma imagem diferente da que estava como referência. E também essas mesmas imagens serviram como texturas. Estou fazendo algumas experiências. Estava jogando, certa vez, BattleField 3, e olhando aqueles tanques de guerra e, também, todo o cenário do jogo. Aproximei meu jogador dos muros de uma edificação e era a textura que dava a sensação de relevo tanto nas paredes quanto no chão e também nas escadarias.

Tive a ideia de colocar a textura real do carro que estou modelando. Ficou bom. Mas é trabalhoso. É a primeira vez que faço isso. Acho que é mais justo em superfícies que necessitem de certos efeitos do tipo enferrujado, envelhecimento e muitas outras. É bom também para jogos. Sem falar que ajuda bastante na valorização do trabalho.

Já deixo separado duas modelagens para esse fim. Guardo uma para a modelagem normal e outra para experiência. Assim não perco nada.

Já que tenho quatro carros para concluir, pensei em usá-los em um jogo. Isso tudo só como pretexto para estudar a game engine do Blender. E para começar tem uma excelente aula sobre a Game Engine do Blender no EAD Allan Brito. Lá você irá conhecer as ferramentas do Blender para criação jogos, mas não entra na linguagem de programação. É bom porque para quem não conhece nada de programação (igual a mim) pode estudar sem medo. Para criar jogos sem saber programação no Blender, usa-se os chamados blocos lógicos. Mas para quem quer um jogo mais aprimorado será necessário o estudo de programação. Porém, já de início, pelo menos, irá começar a entender todas as ferramentas para criação de jogos com Blender e criar seu próprio jogo.

O curso do EAD Allan Brito chama-se Curso sobre Produção de Jogos com Blender.
 Vale a pena conferir. Eu estou lá para aprender.

Um grande abraço a todos. Fiquem sempre na graça de Deus em Jesus Cristo e até a próxima postagem.
 



Comentários

Tito disse…
Olá, André!
Seus trabalhos estão muito bons. Em relação ao Game do Blender, já pude experimentar, não é difícil, e dá pra fazer coisas bem legais.
Sucesso pra você.
Grande homem, muito tempo, agora vejo que vc está bem melhor em modelagem, Parabéns. Um abraço e bênçãos da parte de Deus em Jesus Cristo. Seu amigo Angolano
Animandré disse…
Olá, velho amigo Osvaldo!

Há quanto tempo!

Vejo também que você evolui muito em suas maquetes. Muito obrigado pelo comentário.

Ah! Eu sempre uso suas palavras aqui no blog: e a desejo a você também! "Fique sempre na Graça de Deus em Jesus Cristo"!

Um grande abraço, amigo Osvaldo. Do seu amigo do Brasil!
Animandré disse…
Olá, Tito!

A Game Engine do Blender é muito boa mesmo. Estou fazendo algumas aulas no site do Allan Brito! Ele é um excelente professor.

Um grande abraço e seus trabalhos são geniais!
Como eu faço o escapamento de um carro? É que como estou fazendo espelhado o escapamento fica dos dois lados e eu só quero do lado esquerdo.
Animandré disse…
Olá, Kleber!

É só você aplicar o mirror e deletar o outro escapamento desnecessário.

Um grande abraço.

Postagens mais visitadas deste blog

Como exportar imagens jpg no Sketchup

Um livro sobre Blender 3D e grátis!